Fatores psicossociais associados ao trabalho foi o tema do encontro do Grupo Temático de SSQVT que aconteceu na última sexta-feira 25/10

Sintoma Visível ou prevenção do invisível? Descobrir o que está a atrás do sintoma é essencial para identificar e prevenir os riscos psicossociais no trabalho.

Dados estatísticos sobre problemas em saúde mental foram apresentados no encontro e segundo o Dr. Andre Fusko, médico do trabalho, existem alguns aspectos necessários para o trabalho ser saudável mentalmente. Primeiro é uma questão de utilidade. O meu trabalho precisa ser útil e gerar valor. Segundo, é evolução. Preciso sentir que estou evoluindo e me desenvolvendo. Terceiro, o reconhecimento. É ser notado e reconhecido por seus esforços.

Segundo a OMS, a depressão atinge mais 300 milhões de pessoas no mundo, e o Brasil é recordista em transtornos de ansiedade, questões de saúde mental e emocional já são a segunda maior causa de afastamento no trabalho. A síndrome de Burnout, caraterizada pelo pela sensação de esgotamento, entrou na lista de doenças da OMS.

O encontro contou com a presença das Psicólogas Cecília Urbina e Tânia Aquino Martins, que conduziram o encontro.

Também foram apresentados no encontro:

Porque as empresas devem investir em qualidade de vida;

As 3 principais causas que podem levar a doença mental;

Principais fatores psicossociais relacionados ao trabalho;

Como medir o risco psicológico das organizações;

Como implementar um programa estruturado de saúde mental;

Cases de empresas que investem em bem-estar dos colaboradores.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *